S e p a r a r  o  t r i g o  d o  j o i o
     

  
Livraria | Software Finbolsa | Slide show Finbolsa | MetaStock 11 | Cotações por Email

Mapa do site

Curso Online | Loja Finbolsa | Tour Histórico | Links | FAQ

< Homepage | Contactos

  
Painel de Empresa
O essencial para avaliar uma empresa
Tendências
Gráficos de curto e longo prazo de índices/acções
Navegação Histórica
Portugal desde 1983
Espanha desde 1986
Dow 30 desde 1900!
Cotações fim-de-dia
Para 10 mercados e índices
Masterlist essencial
PER, PCF, PBV, Div. Yield e outros rácios essenciais
Análises e Artigos
Análises por empresa
Análises desvinculadas
Artigos desvinculados
An. e Art. mais recentes

Balanços
Balanços e Dem. Res.
Dados Económico Fin.
Dados Trimestrais

Rácios
Económico Financeiros
Económico Bolsistas
Bolsistas

Tabelas Comparativas com exemplos
V.Nominal, NºAcções
Lucros Corrig. e Prev.
Res., C.Flow Operac.
Vendas, S.Líquida
Aut.Fin., Rent., Margem
Lucro/Ac, Div/Ac, Prod.
C.B., E.V., EV/EBITDA
High, Low, YtoDate
Volati., Beta, Intraday

  
Participe na Competição Global!
  
  
CURSO ONLINE DE ANÁLISE TÉCNICA

Aula 4: Invista com as médias móveis

A média móvel é um conceito matemático largamente usado em variados ramos da ciência e da técnica. No caso da Análise Técnica bolsista, a média móvel de 14 dias, por exemplo, é definida, em cada dia, como a média das cotações dos últimos 14 dias, inclusive. Quanto à forma de a média ser calculada, ela pode ser simples, pesada, exponencial ou triangular. Não nos deteremos nos detalhes destes diferentes tipos de média móvel. As médias móveis mais usadas são as simples.

A ideia fundamental de investir com uma média móvel é detectar o início da subida de um título e entrar logo nele, bem como detectar o início da descida e sair logo dele. Quando o método detecta o início de uma subida diz-se que gerou um sinal de compra. Há vários critérios que podem servir de sinal de compra mas um dos mais interessantes consiste no cruzamento da média móvel pela curva das cotações no sentido ascendente.

Uma forma de refinar o método é considerar duas médias móveis, uma de período mais curto e outra de período mais longo. Desenham-se as três curvas no gráfico (cotações, média móvel curta e média móvel longa) e considera-se sinal de compra a ultrapassagem de ambas as médias móveis no sentido ascendente. Similarmente considera-se sinal de venda a ultrapassagem de ambas as médias móveis no sentido descendente.

No seguinte gráfico, desenhámos as médias móveis de 14 dias (curta) e de 35 dias (longa) para a Soporcel:

lic004.jpg (61197 bytes)

No gráfico estão indicados alguns dos sinais de compra e de venda. Note-se que nem todos os sinais são eficazes. Em Agosto e Setembro diversos sinais são gerados o que conduz a repetidas compras e vendas sem qualquer benefício e com os custos da corretagem. Mas, no fim de Outubro, é gerado um sinal de venda bem sucedido. A venda nessa altura a 6000$ evita a queda posterior. O sinal de compra do início de Fevereiro permite a compra do título a uns 5900$, aproveitando correctamente a forte alta posterior.

Se considerarmos que, nos momentos em que o investidor não esteve investido neste papel, esteve a aproveitar outros sinais noutros papéis, torna-se possível admitir que ele atravessou este período batendo o mercado.

Este método de investimento é bom com a tendência bem definida, a subir ou a descer. Ele funciona mal em mercados laterais, caracterizados por inversões de curto prazo. Nestes mercados laterais, são gerados demasiados sinais ineficazes que conduzem a perdas, devido às corretagens pagas e ao facto de se comprar algo acima do preço a que logo a seguir se vende. Igualmente quando a subida é em "dentes de serra", perde-se alguma rentabilidade com os pares venda/compra que acompanham os dentes da serra.

Isto são os defeitos do método. Mas as suas qualidades são também muito fortes, nomeadamente o aproveitamento completo das longas rampas de subida e o evitamento completo das longas rampas de descida. É um método seguro porque dá logo sinal de venda mal o mercado cai alguma coisa. Protege assim contra crashes "em rampa" mas não protege contra crashes instantâneos de grande amplitude (mas qual é o método que o consegue?).

Quanto aos períodos ideais das médias móveis, os valores aqui apresentados, 14 e 35, são apenas uma hipótese. Outros valores também poderão produzir bons resultados. Note-se que períodos muito pequenos produzem muitos falsos sinais que dão prejuízo. Períodos muito longos dão pouquíssimos sinais e não protegem convenientemente das baixas. Períodos entre os 10 e os 50 dias parecem os mais adequados.

Níveis de suporte e resistência Invista com o MACD