S e p a r a r  o  t r i g o  d o  j o i o
     

  
Livraria | Software Finbolsa | Slide show Finbolsa | MetaStock 11 | Cotações por Email

Mapa do site

Curso Online | Loja Finbolsa | Tour Histórico | Links | FAQ

< Homepage | Contactos

  
Painel de Empresa
O essencial para avaliar uma empresa
Tendências
Gráficos de curto e longo prazo de índices/acções
Navegação Histórica
Portugal desde 1983
Espanha desde 1986
Dow 30 desde 1900!
Cotações fim-de-dia
Para 10 mercados e índices
Masterlist essencial
PER, PCF, PBV, Div. Yield e outros rácios essenciais
Análises e Artigos
Análises por empresa
Análises desvinculadas
Artigos desvinculados
An. e Art. mais recentes

Balanços
Balanços e Dem. Res.
Dados Económico Fin.
Dados Trimestrais

Rácios
Económico Financeiros
Económico Bolsistas
Bolsistas

Tabelas Comparativas com exemplos
V.Nominal, NºAcções
Lucros Corrig. e Prev.
Res., C.Flow Operac.
Vendas, S.Líquida
Aut.Fin., Rent., Margem
Lucro/Ac, Div/Ac, Prod.
C.B., E.V., EV/EBITDA
High, Low, YtoDate
Volati., Beta, Intraday

  
Participe na Competição Global!
  
  
CURSO ONLINE DE ANÁLISE TÉCNICA

Aula 3: Níveis de suporte e resistência

Por vezes um papel faz sucessivas incursões a um certo valor mínimo sem nunca descer abaixo dele. Geralmente isso indica uma forte pressão compradora a esse nível baixo e, logo, que ele dificilmente será ultrapassado em baixa. Um investimento que tem mais hipóteses de dar lucro do que prejuízo é música para os nossos ouvidos de investidores. Diz-se que há um nível de suporte nesse valor. Veja-se o exemplo da Jerónimo Martins em 1997:

lic003.jpg (54786 bytes)

As cotações bateram no nível de suporte dos 4500$ em Julho e início de Setembro e, em ambos os casos, recuperaram desse valor. A interpretação correcta e atempada do nível de suporte e a entrada no papel a 5 de Setembro a 4900$ produziu um imediato ganho de 20% em 1 mês. No mini-crash de Outubro as cotações caem muito, abaixo do nível de suporte anterior, mas isso não deve ser apontado como um problema para o método, por duas razões: primeiro porque em Análise Técnica não há receitas infalíveis, apenas receitas que têm alguma probabilidade de resultar. As excepções são frequentes. Segundo porque, neste caso, a queda não durou mais do que um dia e correspondeu a um pânico extremo na Bolsa. Poucos dias depois a cotação retomou a tendência ascendente.

Tal como os níveis de suporte indicam sustentação do preço, os níveis de resistência indicam um patamar difícil de ultrapassar. Se as cotações batem várias vezes num certo nível máximo e recuam, isso indica que muitos capitalistas aproveitam esse preço para vender, sendo a sua ultrapassagem difícil. Veja-se o seguinte gráfico da Cel-Cat.

lic003_b.jpg (51984 bytes)

Um nível de resistência a 2250$ é perfeitamente visível. Quem o interpretou a tempo e vendeu, investindo em outros papéis, fez um óptimo negócio, pois, como se vê no gráfico, o comportamento da Cel-Cat de Agosto de 97 até Março de 98 foi francamente mau, isto num período em que a maioria das acções cotadas registou ganhos de 50% ou mais.

Visualize o seu primeiro gráfico Invista com as médias móveis