S e p a r a r  o  t r i g o  d o  j o i o
     

  
Livraria | Software Finbolsa | Slide show Finbolsa | MetaStock 11 | Cotações por Email

Mapa do site

Curso Online | Loja Finbolsa | Tour Histórico | Links | FAQ

< Homepage | Contactos

  
Painel de Empresa
O essencial para avaliar uma empresa
Tendências
Gráficos de curto e longo prazo de índices/acções
Navegação Histórica
Portugal desde 1983
Espanha desde 1986
Dow 30 desde 1900!
Cotações fim-de-dia
Para 10 mercados e índices
Masterlist essencial
PER, PCF, PBV, Div. Yield e outros rácios essenciais
Análises e Artigos
Análises por empresa
Análises desvinculadas
Artigos desvinculados
An. e Art. mais recentes

Balanços
Balanços e Dem. Res.
Dados Económico Fin.
Dados Trimestrais

Rácios
Económico Financeiros
Económico Bolsistas
Bolsistas

Tabelas Comparativas com exemplos
V.Nominal, NºAcções
Lucros Corrig. e Prev.
Res., C.Flow Operac.
Vendas, S.Líquida
Aut.Fin., Rent., Margem
Lucro/Ac, Div/Ac, Prod.
C.B., E.V., EV/EBITDA
High, Low, YtoDate
Volati., Beta, Intraday

  
Participe na Competição Global!
  
  
CURSO ONLINE DE ANÁLISE TÉCNICA

Aula 8: Observe os Candlevolumes e interprete-os

Os Japoneses foram o primeiro povo a utilizar a Análise Técnica para tentar prever a evolução das cotações do arroz, no século XVII. O mercado de arroz estava muito desenvolvido e certos padrões dos preços e volumes tendiam a repetir-se. O método de Análise Técnica por eles inventado passou a ser conhecido por Velas Japonesas (Japanese Candlesticks), que têm uma versão ligeiramente modificada conhecida por Candlevolume.

A ideia das velas japonesas é construir um rectângulo para cada cada sessão de Bolsa. A largura do rectângulo é tanto maior quanto maior for o volume negociado; a altura do rectângulo é tanto maior quanto maior for a variação (diferença entre fecho e abertura), correspondendo a aresta inferior ao mais baixo destes valores e a superior ao mais alto. O rectângulo será de uma cor (por exemplo, azul) se a cotação tiver subido e de outra (por exemplo, vermelho) se ela tiver descido. Veja o gráfico seguinte das cotações do Banco Essi:

lic008.jpg (50573 bytes)

Note-se a subida de Janeiro de 1998. A cotação sobe até aos 4700$, numa sucessão de rectângulos azuis. O facto de os rectângulos serem largos indica que os volumes eram grandes neste período. Os traços verticais no centro de um rectângulo indicam o máximo e o mínimo do dia. Um grande rectângulo azul com cotações baixas é um forte sinal de compra; um grande rectângulo vermelho com cotações altas é um forte sinal de venda. No início da subida, quando a cotação estava nos 2300$, há um primeiro rectângulo azul mas muito estreito; por isso, ele não formou um sinal de compra. Mas podemos imaginar que usámos outros indicadores que deram sinal de compra nessa altura e comprámos. Em meados de Janeiro, com as cotações acima dos 4 contos, surge um rectângulo vermelho relativamente largo: um forte sinal de venda. Vendemos todas as acções nos 4100$ e ainda bem porque elas, nos meses seguintes, continuaram a descer. Portanto os candlevolumes foram úteis, por nos indicarem a altura certa para vender.

Os candlevolumes dão uma imagem muito viva nas inversões bruscas de tendência. Quanto maior a área do rectângulo (volume * variação abertura-fecho), maior o sinal de inversão de tendência. Um grande rectângulo azul num gráfico até aí calmo é um sinal de compra poderosíssimo e um grande rectângulo vermelho depois de fortes subidas é um urgente sinal de venda. Aqui está mais um exemplo com as Celuloses do Caima:

lic008_b.jpg (56423 bytes)

Adicione o Momentum e interprete-o Obtenha os conselhos do Expert Advisor